couve-flor tronco e membros


Pílulas de Deslocamento – Este Regalo Es Tuyo – Registro 01
setembro 16, 2006, 8:34 am
Filed under: Sem categoria

Ação em processo de Cristiane Bouger e Couve-flor

arquivo de 05 de julho de 2006

Parte 1 – 40 (pode ser outra quantidade) presentes-objetos deixados pra trás

 Pílulas de Deslocamento investiga a poesia do “deixar para trás”, a beleza do descontrole sobre a reação alheia, a grandiosidade da efemeralidade e evanescência, a expectativa e a quebra de expectativa por não saber nada sobre um possível desenvolvimento de uma relação entre a interação da artista e seu participante potencial; contudo, o trabalho também pode ser definido como um ato político, conceitual e ritual. Essa ação poético-ativista (deixe arte e presentes poéticos no lugar de bombas!) investiga a relação entre vidente e visível (termos cunhados pela filosofia de Merleau-Ponty >>> aprofundar esses termos se for apropriá-los). O trabalho consiste na entrega de uma assemblage artística em prateleiras de lugares de consumo: supermercados, megastores, farmácias, livrarias, sexshops, caixas eletrônicos de agências bancárias… Cada objeto carregará uma subversão sígnica específica e será identificado com um dos rótulos amarelos em anexo.Todas as assemblages considerarão o ambiente no qual serão deixadas e utilizarão como meio a fotografia, design gráfico, poesia, vídeo, áudio, dramaturgia, vocalizações. Alguma coisa está para acontecer, uma dramaturgia potencial pode surgir, uma narrativa potencial…  mas eu, enquanto artista, não testemunho o acontecimento. Apenas a potencialidade de um acontecimento me é revelada. As ocorrências e derivações de minha ação poética repousam veladas por trás de meus olhos: meus objetos-presente podem ser jogados no lixo, recusados, ignorados, verificados ou até mesmo aceitos. Compreendo que qualquer possibilidade consiste em uma resposta à poética do meu trabalho e complementa sua proposta. O trabalho pode ser ligado ao reverso com as ações Yomango (http://sindominio.net/lasagencias/yomango/es/diseno/index.htm) : ele presenteia no lugar de roubar. Dar um presente no lugar destinado a compra e venda subverte a relação espaço-função, cria desconfiança, mas também instaura a surpresa. O que significa dentro de um mercado, determinados objetos serem disponibilizados para livre apropriação? Pílulas de Deslocamento repensa questões (em que profundidade?) sobre arte e mercado, questionando diversas camadas de relação entre ambos: arte no mercado, arte para alimentar-nos, poesia do cotidiano, arte indesejada em um espaço “inapropriado”, fazer alguém feliz, desconfiado ou apenas surpreso com o inesperado. O ato de fazer algo e doar a alguém que eu nem sequer conheço e o fato de não ter nenhum retorno substancial imediato da minha ação artística interessa-me como uma aproximação diferenciada do fazer artístico e de seu processo desvinculado de qualquer caráter espetacular. Pode ser também definido como um ato espiritual sem a mediação de nenhuma crença religiosa.  Da mesma forma, esta proposta artística existe sem a mediação da indústria do entretenimento ou do mercado artístico (embora seja financiada pelo Prêmio da FUNARTE).  Preparar um trabalho e infiltra-lo nos espaços do cotidiano. Definições de forma e conteúdo: Minha maior crise é pensar essa forma…. não sou artista plástica…. não sei se algo em DVD não leva a outro lugar, gerando outras significações com relação à distribuição da arte….Nem sei se de fato chamarei de assemblageEstou pensando muito, mas ainda não encontrei a forma….  Roteiro Básico:

Parte 1 – Entregar os objetos

 1-      Selecionar alguns locais possíveis para a entrega dos primeiros 10 objetos-presente.2-      Realizar as composições artísticas (colagem, mensagens em DVD ou áudio, escritos, micro-instalações, fotografia, artes gráficas. É possível também que o pacote contenha um presente “ready-made” , como algum tipo de comida com a nota fiscal de compra, por exemplo). 3-      Etiquetar todos os objetos com a etiqueta mais apropriada para cada lugar.4-      Iniciar a trajetória de entregas. Entrar em cada lugar e naturalmente deixar a obra de arte na prateleira escolhida. É indicado que as pessoas ao redor não vejam ou percebam a entrega do objeto artístico (o foco do trabalho está centrado no encontro entre o vidente e a arte deixada e não no encontro entre o vidente e a artista nem no questionamento sobre a ação da artista deixar a arte naquele local).5-      O/a vídeo artista deverá realizar o mesmo itinerário com uma diferença de 15 minutos da entrega da artista e fotografar ou documentar com vídeo os lugares/prateleiras onde a arte foi deixada, não importando se ela permanece naquele espaço ou não.6-      Não deixar mais do que dois objetos-presente em cada espaço (ex: supermercado); quando dois objetos-presente forem deixados no mesmo espaço de consumo deverão ficar em prateleiras bem diferenciadas (ex: prateleira de produtos de limpeza e prateleira de congelados).7-      Na caixa de cada objeto-presente será inscrito o e-mail: pilulasdedeslocamento@gmail.com8-      Em cada assemblage, existirá uma foto da couve pink. (acham uma boa idéia? A obra passa a ser assinada)  ************ 

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: