couve-flor tronco e membros


ATA- REUNIÃO – 19/08/06
agosto 22, 2006, 12:23 am
Filed under: ATAS

Stéphany Mattanó

Começamos a reunião de sábado eu e a Michelle e o aperfeiçoamento das nossas receitas de molho de tomate, além de conversas sobre o vídeodança. Comentamos da sobrecarga de funções para o nosso colega Gustavo, e a inviabilidade de ter perfeição nas tarefas, uma vez que elas estão mal distribuídas. Tudo isso porque para nós, eu, Neto e Mi, notamos que faltaram informações no postal que foi rodado para quinta-feira passada (Lançamento do Documentário da Cris). Notamos que faltou a data da FNAC, a logo da Tempo Arte, o nome do “Couve-Flor – Minicomunidade Artística Mundial” e os nossos nomes. Chegando o Gustavo, a gente passou estas informações à ele. Em seguida, chegou a Cris e comentamos sobre o seu documentário. Vale deixar registrado aqui que no dia de pré-estréia, o cinema lotou e o público teve que sentar no corredor do cinema.
Logo iniciamos uma discussão sobre a cara da dança contemporânea brasileira. A Michelle nota que em geral, as produções brasileiras ainda possuem um “desenho” europeu, uma vez que o que temos como referência de “qualidade” as produções que tem mais circulação e incentivo, no caso, as produções européias para esta área. Este assunto deu pano pra manga, gerou muitas formas de pensamento diferentes, discutimos conceitos de comunidade e colonialismo na arte. Lembrei que este era um assunto que o Xavier Lê Roy trouxe em seu workshop também.
A Cris comentou da possibilidade do The Performance Journal publicar o seu artigo que relaciona a Dança Contemporânea sobre a fenomenologia de Merlot Ponty. Os trabalhos analisados para este artigo são da companhia da Lia Rodrigues e da Sarah Michelson. Cris ainda comentou dos estudos do filósofo Olavo de Carvalho e da influência que ele teve sobre ela no estudo da filosofia.
14:40 Orlando (que vai fazer o som do Lançamento) chega. Imediatamente paramos com nossos assuntos filosóficos e nos apresentamos ao rapaz. Explicamos quem eram e como surgiu o Couve-Flor. Ele comentou de suas experiências com o Interlux Arte Livre. Comentou que o coletivo deles foi criado pensando num grupo de artistas que estivesse aberto para a contaminação de outros artistas e idéias em suas ações. Falou de como o grupo foi se fechando ao passar do tempo, talvez como medida de se manter forte. Mas o que interessa para ele é esta troca de idéias. Disse de uma experiência realizada na UFPR, em que os artistas transmitiram através de teleconferência para outros países suas ações em uma sala. Estas ações eram relacionadas basicamente às artes visuais, mas imrpovisadas, semelhantes a uma JAM Session.
Cris explicou para Orlando como funcionava seus dois trabalhos: O “Pílulas de Deslocamento” e o “Lips” para ação no Jokers.
Começamos portanto o assunto Lançamento.
Cogitamos a possibilidade de um sistema Wireless para um único laptop que transmitisse a Beth conectada, seja lá via MSN ou outra coisa do gênero. Michelle mostrou um flyer de uma festa que conectava 50 países (222 cidades) no sistema transmissão de imagens ao vivo.
Orlando pergunta: qual é a proposta de vocês para a festa? No que eu posso ajudar? Em que tipo de som vocês pensam?
Cris fala de seu gosto por Clementina de Jesus e Clara Nunes. Gustavo comenta que é interessante um som sem vocais que abra espaço para as pessoas conversarem no ambiente.
Orlando fala de seu estudo sonoro de criar ressonância no ambiente para fazer com que as vozes das pessoas entrem também em ressonância com o som. Para isso, ele utiliza um sintetizador que abaixe as freqüências sonoras até atingir esta ressonância. Ele diz da relação física da temperatura do ambiente e o resultado desta ressonância. Quanto maior a temperatura, maior a ressonância nas pessoas. Orlando ainda ressalta que é possível modificar o estado das pessoas com o uso da ressonância. Gustavo sugere que se brinque com melodia e ressonância e melodia juntos.
Michelle confirma a informação à todos de que não estará aqui em Curitiba no dia do lançamento. Todos soltam a interjeição: Ah! Ela explica que estará trabalhando no ConsCiência com o Jorge. Mas ela gostaria de participar de algum jeito. Eis que ela sugere que seja gravada uma mini-coreografia que fosse transmitida em algum momento na hora do Lançamento. Estudemos então a viabilidade disso.
Enquanto saboreia os biscoitos de polvilho e o delicioso café aromático da Michelle, os “couves” voltam à pauta do dia.
Com relação ao site, Gustavo faz um juramento diante de uma couve pink, que deixará os todos os links disponíveis até quarta à noite, ou seja dia 23 de agosto. No espaço Parceiros, Gustavo pensa em colocar os parceiros do projeto Couve-Flor tronco e membros bem como os apoiadores de cada trabalho do couve. No espaço Links, Gustavo quer dar uma melhorada, subdividindo os itens por assunto.
Neto chega nesta parte da conversa Site e sugere que os links em que as pessoas podem participar seja mais chamativo. Ele ainda retoma o assunto do que faltou colocar nos postais que foram impressos. Voltamos ao assunto dos postais e o que poderia solucionar esta falha. A Cris sugeriu que fosse feito um carimbo (tipo selo do postal) com as informações do evento da FNAC. E os nomes fossem colocados com etiqueta ou carimbo também. Ainda acha importante levar um material deste (postais) em inglês para NY, para que as pessoas de lá participem. Todos acharam a idéia excelente. Gustavo se responsabilizou por verificar preços de carimbos e etiquetas na Gráfica que fez os postais na semana que vem, pois nesta devemos focar no Lançamento.
Cris retomou assunto Pílulas de Deslocamento, e de que a ação deveria acontecer antes do Lançamento. Então temos que dividir a função das atividades da semana para todos os membros do couve, para que fique viável estas duas ações Pílulas na quarta e Lançamento na quinta. Eu, Stéphany, me propus a ajudar a Cris na fabricação dos kits pílulas. Esta função ficará para terça-feira à noite na casa da Cris. Cris duvida em ter que colocar o nome do couve no pílulas, pede nossa opinião e sugerimos que permaneça a idéia original de ter um e-mail para contato só. Então, como a Cris já vai estar empenhada no Pílulas, aconselhamos que deixasse o Lips para fazer em outra data, não mais no lançamento, pois a entupiria de funções e ela talvez não conseguisse curtir a nossa festa maravilhosa. Eis que a Cris faz o convite para todos acompanharem o “nascimento” coreográfico do Lips antes que ela viaje. Todos presentes dizem sim, exceto Orlando que se concentra em tirar fotos do triciclo da Michelle.
Assunto Porto Alegre. O Neto diz que o Marco Filipino precisa que seja passado o orçamento do projeto para ele, para que ele já reserve o teatro e hotel. O orçamento está com o Ricardo, então estamos esperando sua volta para resolver esta pendenga. Mas o Marco já está correndo atrás dos lugares só precisa do valor para fechar mesmo. O Marco estará em Curitiba dia 07, 08, 09 e 10 de setembro. Sugerimos que seja feita uma reunião com ele e com os couves que estarão em Curitiba. Ricardo, Gustavo e Stéphany. Mi e Neto estarão em Araraquara.
Gustavo e Neto se responsabilizaram em contactar a imprensa esta semana para o Lançamento.
Precisamos contatar a Juliana que se mostrou super disposta a nos auxiliar na produção do couve em Curitiba. Ela pode nos ajudar na divulgação do Lançamento também.
Fechamos a reunião retomando mais referências de som para que o Orlando trabalhe. Michelle cogitou trip hop, DNB (Drum Bass). Orlando diz que pode trazer o PC dele embaixo do braço e distorcer os sons do ambiente e da rua na hora. Todos acharam ótimo.
Michelle grita: Tenho que ir para a aula do Osman. Todos saem correndo, cada um pro lado. Exceto Eu Gus e Orlando que continuamos juntos. Tiramos fotos das couves pinks no sacolão de frutas, na estátua da freira da Rui Barbosa, no poste e depois fomos embora, pois não tinha mais espaço de memória na câmera do Orlando. Orlando nos prometeu em passar as fotos, mas ele precisa achar o cabo de sua máquina antes.

Anúncios

6 Comentários so far
Deixe um comentário

Tá um registro bem preciso. Que ótimo Sté. Valeu!

Comentário por gustavo

Arrassou, é assim que escreve? 2 rs e dois ss?!

Comentário por Michelle Moura

Obrigada, mas eu avisei que o texto estava sem revisão, cheio de erros e eu estou prolixa como sempre!
Arrasou, Mi, é com dois “erres” pois estão entre vogais “a” e “a”. A mesma coisa vale para o “s”. Mas como o “s” em questão tem o som de “z”, colocamos um único “s” para que este cumpra a sua função sonora, deixando nosso caro amigo “z” sem função neste momento.

Comentário por Stéphany Mattanó

Gente!
desculpas mil, so li a ata hoje. Confesso que eu esqueço um pouco de acessar o blog sempre… Mas vc aRRaSSou mesmo Sté! Beijao
Beti

Comentário por beti

final.mente visitando a dimensão couve flor e meus troncos e meus membros estão alienados without da nat just da intercerebral.net com o sacolão de idéias…

Comentário por orlando

visitem minha nova aquisição espacial:
http://www.gaut.cjb.net
29 de outubro as 16 horas
abertura da minha expo multimidia
na gaut…

Comentário por orlando




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: