couve-flor tronco e membros


Não lugar como lugar: minhas primeiras aproximações com o vídeo
julho 28, 2006, 2:18 am
Filed under: GERAL, REFERÊNCIAS, VÍDEO

Mensagem do Ricardo.

Me manifestei muito pouco até aqui com relação ao vídeo, mas tenho acompanhado atentamente os diálogos travados especialmente por Mi, Sté e Beti. Penso que talvez tenha alguma contribuição para fazer agora:

1- As Heterotopias Foucaultianas estão muito presentes em todos os nossos discursos. Me parece que a teoria foucaultina de maneira geral está em questão sempre. Estou separando algumas coisas que tenho dele aqui e levo no próximo encontro. É um cara que eu já li bastante… Em anexo (se eu conseguir anexar devidamente) um livro que pode nos ajudar, é de uma filosofa curitiba, escrevendo sobre ele. Sugiro especialmente os capítulos em que ela trata de “A história da loucura” e de “as palavras e as coisas”. Lembro que trata-se de um livro publicado, e que poratanto deve ser utilizado respeitando a autoria de Inês. Além disso, estou em contato com minha amiga que está na Espanha fazendo seu Pós-Doutorado em Foucault para ver no que ela pode nos ajudar.

2- Quanto à captação de imagens, vou insistir um pouco no que a Beti apontou algumas vezes: penso ser imprescindível que boa parte das imagens seja captada por couves. Talvez possa ser inclusive uma proposta estética interessante o jogo que se estabelece entre imagens da nossa mão e da mão “firme” de quem trabalha com isso a mais tempo. Talvez de forma muito bairrista e econômica, continuo apostando na quase autosuficiência do nosso coletivo… Enfim…

3- Mi: acho que o sentido de “territorio – Rio” se perdeu um pouco, não? Penso até que a proposta caminha para uma territorialidade que não admite um único sítio. Me parece que a tarefa é construir um sítio quase metafórico, mas que não deixa de ser muito real, concreto. Curto muito a idéia de inventar circuitos de metro, por exemplo.

4- Não sei se precisamos da semiótica Pierciana. Penso até que teríamos alguns problemas no confronto dessas teorias com as de foucault, por exemplo (o entendimento que os dois tem sobre a relação entre signo e significado são um tanto distintos). Além disso, me parece que não teríamos perna (e no meu caso, nem interesse) para aprofundar essas relações.

5- Uma idéia: como seria procurar não-lugares nos corpos que somos? existem trânsitos em nós? macroscópicamente? microscópicamente? Me vem a cabeça aquele vídeo de um Coreano que a Eleonora Fabião nos mostrou, com uma foto tirada a cada uma hora durante um ano inteiro, lembram?

Acho que por enquanto é isso.

Estou amando as idéias… precisamos começar a por a roda pra moer!

bjo carinhoso e saudoso do ri que ama vocês

ANEXO 1 – ARAÚJO, Inês. Foucault e a crítica do sujeito. Curitiba: UFPR, 2001.

Parte 1 | Parte 2

Anúncios

5 Comentários so far
Deixe um comentário

Sim, acredito que este sítio pode ser a união dos sítios, a teia traçada entre estes sítios.

Comentário por Stéphany Mattanó

tehching hsieh… é um performer taiwanês que se tornou conhecido por suas performances de um ano de duração…
http://www.one-year-performance.com/

Comentário por couveflor

Desculpem Gente… rs… não era coreano então… é taiwanês… mas é o mesmo cara! vale a pena olhar com carinho…

Comentário por Ricardo

Ricardo,sempre bom ouvir seus comentarios: vc tem o dom de dar visibilidade as coisas. Gracias!Tbm acho que a questão de 1 território específico diluiu-se. Jávinha pensando que, talvez, falar de 1 lugar especifico pode ter sentido apenas para pessoas q se relacionamcom aquele lugar…por questões afetivas,de ligação com aquele lugar… Acho q de fato devemos nos focar nocorpo.Corpo “afetado” por esses lugares, corpo como lugar de afetos,transformações contantes,instabilidade. FAço esselink comoos lugaresdepassagem: metrô, escadas,pontes…

Comentário por michelle moura

sxpatbfhhu

qxkncdxg tgfoqjmfm nqqtsbzo sxeplrjfmo

Trackback por ksnlobtdqko




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: