couve-flor tronco e membros


sobre a câmera
julho 24, 2006, 6:51 am
Filed under: GERAL, VÍDEO

Stéphany Mattanó (18.07.06)

MI – Sté e Beti, será que podemos encarar de fazer um vídeo com uma minidv?

STÉ – Bom, o que difere aí não é o fato de ela ser Mini-DV. Pois uma câmera se denomina “mini-dv” pelo tipo de fita que vai no cabeçote. O tipo “mini-dv” portanto não é uma HI-8 ou VHS, por exemplo. Acho que você achou que o tipo “mini” vem de ser pequena ou grande. No mercado, existem as câmeras portáteis, as famosas “caseiras”, que não possuem regulagens de íris, cor, luz, nem entradas de áudio separadas por canais, coisas que você só encontra numa câmera profissional. Por isso ainda não descarto a idéia de alugarmos uma câmera que possui estas regulagens, pois garantirá a qualidade na resolução, cor e textura na imagem. Devemos pensar a finalidade mais uma vez do material. Eu, por exemplo, tenho vergonha de mostrar num circuito de vídeodança, uma filmagem caseira, sem qualquer cuidado ao captar a imagem, típico de uma idéia experimental. Isso pode vir a ser bom, se a proposta tiver muito sólida, para que não vire um bando de imagens sem sentido, entende? Por isso acredito que devamos avançar um pouco mais no nosso processo de pesquisa e captação de imagens através de fotos (suas, da Beti e minhas) e minifilmes (da Beth, no caso), para que possamos fazer um banco de imagens e idéias e montar um roteiro (prewiew) das idéias e imagens. Como faremos para filmar ou registrar estas imagens. Acho cedo comprar já.

MI – “..facilita os pequenos filminhos que colocaremos no site durante o processo”

STÉ – Acho muito útil se esta câmera ficar para o “registro” das ações, tipo a câmera do grupo pop brasileiro “Charlie Brown” usou em seus vídeoclips, com as pessoas berrando “Charlie Brown”do lado de fora dos hotéis. No nosso caso, filmaremos as pessoas gritando “Couve-Flor”,hahahahhaha. Não, eu tinha que contar uma piada, mas continuem lendo, porque eu fico séria.

MI – Sté, em que sairíamos perdendo em termos de qualidade? O que vcs duas acham, de repente, dentro de nossa proposta, uma minidv está ótima…Mas como eu naum entendo da técnica da parada gostaria de saber a opinião dos entendidos…

STÉ – MAAAAAAASSSSSSSSSSSS, porém, todavia, entretanto, eu prometi fazer um levantamento de valores de câmeras até R$2.500.00 que foi o valor estimado pelos meninos (Neto, Gus, Ricardo) que seria possível pagarmos. É óbvio que uma câmera profissional tipo a do Pablo é muito cara (+ou-R$13.000,00). Mas eles acham que é viável comprar se ela tiver várias funções, por exemplo o registro de ensaios e as apresentações. Inclusive registrar o “pílulas de deslocamento”da Cris se tiver em tempo hábil de utilizá-la. Ainda estou fazendo um levantamento destas câmeras portáteis, mas ainda não acredito que pro videodança ela possa ser útil. Talvez na coleta de imagens pro prewiew. Só para deixar claro: Quanto mais diversas as câmeras que forem utilizadas para a captação de imagens, mais tempo depois na ilha de edição para “tentar”equalizar tons, texturas, cores da imagem. E isso eu não manjo muito bem, eu vou ter que pagar o serviço de um editor massa para fazer isso. Que pode ser o Magno Boro, que a Cris editou o documentário dela e eu sugeri ele para fazer a animação, vinheta, etc. Beijos à todos **mando e-mail com valores em breve!

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: